Quinta-feira, 29 de Junho de 2006

CHOQUE TECNOLÓGICO

Agora que os CTT puseram à disposição dos portugueses dez milhões de e-mails,os marcos do correio passaram a ser obsoletos

Esperemos que sejam classificados como património histórico-cultural

 

publicado por soaresesilva às 19:21

link do post | comentar | ver comentários (20) | favorito
|
Segunda-feira, 26 de Junho de 2006

INTERVALO

Nestes dias de excitação por causa do football, precisei de fazer um intervalo para acalmar os nervos. E que melhor relaxante do que pegar num livro? Um livro ao acaso, tirado da estante quase de olhos fechados. E aqui está um poema dos muitos que li neste INTERVALO:


David Luczyn - Luar

O luar através dos altos ramos,
Dizem os poetas todos que ele é mais
Que o luar através dos altos ramos.

Mas para mim, que não sei o que penso,
O que o luar através dos altos ramos
É, além de ser
O luar através dos altos ramos,
É não ser mais
Que o luar através dos altos ramos.

Alberto Caeiro in "Poemas-Obras completas de Fernando Pessoa"

publicado por soaresesilva às 00:31

link do post | comentar | ver comentários (30) | favorito
|
Quinta-feira, 22 de Junho de 2006

Mar me quer

Na senda dos últimos posts da Luísa , deixo aqui um excerto do que penso ser uma deliciosa prosa poética,  para  que, naqueles dias de verão em que a canícula aperta, acolhidos a uma boa sombra possamos descontrair.

..."Sou feliz só por preguiça. A infelicidade d dá uma trabalheira pior que a doença: é preciso entrar e sair dela, afastar os que nos querem consolar , aceitar os pêsames por uma porção da alma que nem chegou a falecer.

-Levanta, ó dono das preguiças.

É o mando de minha vizinha, a mulata Dona Luarmina .

Eu respondo:

-Preguiçoso? Eu ando é a embranquecer as palmas das mãos.

-Conversa de malandro...

-Sabe uma coisa, Dona Luarmina ? O trabalho é que escureceu o pobre do preto. E, afora isso, eu só presto para viver...

Ela ri com aquele modo apagado dela. A gorda Luarmina sorri só para dar rosto à tristeza.

-Você, Zeca Perpétuo, até parece mulher...

-Mulher, eu?

-Sim, mulher é que senta em esteira. você é o único homem que eu vi sentar na esteira.

-Que quer, vizinha? Cadeira não d à jeito para dormir.

Ela se afasta, pesada como pelicano, abanando a cabeça. Minha vizinha reclama não haver homem com miolo tão miúdo como eu. Diz que nunca viu pescador deixar escapar tanta maré.

- Mas você, Zeca: é que nem faz ideia da vida.

- A vida, D. Luarmina ? A vida é tão simples que ninguém a entende. É como dizia meu avô Celestiano sobre pensarmos Deus ou - não Deus...

Além disso, pensar traz muita pedra e pouco caminho. por isso eu, reformado do mar o que me resta fazer? Dispensado de pescar, me dispenso de pensar. aprendi. Aprendi nos muitos anos de pescaria: o tempo anda por ondas. a gente tem é que ficar levezinho e sempre apanha boleia numa dessas ondeações .

- Não é verdade, dona Luarmina ? A senhora sabe essas línguas da nossa gente. Me diga, minha Dona: qual é a palavra para dizer futuro?

Sim, como se diz futuro? Não se diz, na língua deste lugar de África . Sim, porque futuro é uma coisa que existindo nunca chega a haver. então eu me suficiento do actual presente. Basta.

...."

Para saber o resto da "estória", só lendo:

 "Mar me quer", de Mia Couto, edições Caminho

Ilustrações João Nasi Pereira

 

publicado por jo às 16:39

link do post | comentar | ver comentários (20) | favorito
|
Quarta-feira, 21 de Junho de 2006

CHEGADA DO VERÃO

É com a maior alegria que vos anuncio a chegada do Verão!

publicado por soaresesilva às 13:21

link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito
|
Sábado, 17 de Junho de 2006

FÉRIAS - A ESCOLHA

"...Falou-se de outra coisa. Ou seja, daquelas horríveis férias. Do calor. De férias antigas, das próximas, que cada um se prometia melhores. Dos diferentes méritos da montanha e do mar, do frio e do calor, tanto para os adultos como para as crianças. Cada um deles conhecia um sítio extraordinário para passar óptimas férias, mas ninguém disse porque era que não fora para lá. Em suma, todos achavam natural terem voltado ou ficarem naquele sítio. Sobre o calor disseram que era tão grande que não se lhe podia escapar, que podia, só por si, ocupar todo o tempo de cada um. Assim, o calor só por si podia ser uma ocupação. E já era. O frio e o calor eram coisas muito distintas. O calor estava ligado à ideia de férias, o frio não...."

Marguerite Duras in Os Cavalos de Tarquínia


Prefere o Mar?

O Campo?

A Montanha?

Alinha no campismo

ou prefere um moderno hotel?

Seja qual for a sua preferência, escolha bem as suas férias e goze-as o melhor possível.

Fotos da Net

publicado por soaresesilva às 19:22

link do post | comentar | ver comentários (35) | favorito
|
Quinta-feira, 15 de Junho de 2006

Instantes de Reflexão

A vida é dia de hoje,

A vida é ai que mal soa,

A vida é sombra que foge,

A vida é nuvem que voa,

A vida é sonho tão leve,

Que se desfaz com a neve,

E como  o fumo se esvai:

A vida dura um momento,

Mais leve que o pensamento,

A vida leva-a o vento,

A vida é folha que cai.

 

Assim fixou no papel o imortal poeta  João de Deus!

 

 

 

Assim fixou na tela um pintor desconhecido a sua visão da vida!

 

 

Assim cantou Yves Montand para recordar!

 

 

 

 

publicado por jo às 12:36

link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito
|
Terça-feira, 13 de Junho de 2006

DESTAQUE

Foi com grande alegria e orgulho que recebemos o destaque semanal do blog  ILHAS
http://ideiaseideais.blogs.sapo.pt/

um blog que nos fala do paraíso na terra que são os Açores

Aos amigos da Ilha Terceira e de Porto Judeu (que conhecemos agora), um grande beijo da Luisa e da Jo

publicado por soaresesilva às 17:15

link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito
|
Segunda-feira, 12 de Junho de 2006

Enxurrada

Quando nela somos apanhados

dificil escapar,

mas

o instinto da sobevivência

fala mais alto

e,

essa é, muitas vezes,

a nossa sorte!

 

publicado por jo às 07:15

link do post | comentar | ver comentários (16) | favorito
|
Sábado, 10 de Junho de 2006

AÇORES

Aos meus correspondentes dos Açores http://chicailheu.blogs.sapo.pt/ e http://ideiaseideais.blogs.sapo.pt/. uma pequena homenagem à sua bela terra

"As gaivotas adoptavam uma formação em cunha, depois encurtavam o triângulo, aceleravam o vôo, com as asas em aspa. Às vezes rasavam a água, à saga do cibo. E assim milhas e milhas...Bichos tremendos! Com aquela inocência de pluma, aquela graça airada, mas crueis e implacáveis. Animais de luta e presa...bichos de mortulho. Que manso o mar! Para Vidinha, que atravessara à vela ambos os hemisférios, o céu dos Açores, com tempo descoberto, era o mais lindo do mundo! E aquela ilha fantástica ali adiante...Muitos estrangeiros viajados a comparavam ao Vesúvio. Havia uma diferença de mil pés entre a maior altitude da parte adelgaçada do Pico e o Pico verdadeiro, que uma neve impassível coroava, aguda como a quina do vidro do termómetro que os clubes alpinistas costumavam deixar, por galhardia, nas cristas de Saint-Gothard.
Mas Margarida, insensível a tudo - à conversa mais hábil deste mundo, à paisagem mais querida e grave, ao maior ramo de despedidas-de-verão saído das frinchas de São Jorge - ,só via os topos da grande carcaça de pedra da nova igreja das Lajes, Catedral de Colónia sem anjos nem coruchéus, que parecia uma escada de Jacob direita à lava do Pico e que nunca mais se acabava..."
 
Vitorino Nemésio in "Mau Tempo no Canal"
publicado por soaresesilva às 18:56

link do post | comentar | ver comentários (13) | favorito
|
Terça-feira, 6 de Junho de 2006

TIMOR

Haverá algum português indiferente a Timor?

E para onde pende o vosso coração?

Mário Alkatiri

ou

Xanana Gusmão?

publicado por soaresesilva às 21:43

link do post | comentar | ver comentários (34) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Alenquer

. INVERNO

. Feliz Ano Novo

. ANIVERSÁRIO

. Cinismos de Verão

. NEVOEIROS DE SÃO PEDRO DE...

. COMPENSAÇÃO PERANTE A CRI...

. Homenagem a Rafael Bordal...

. CAPARICA

. Páscoa Feliz

.arquivos

. Junho 2013

. Janeiro 2012

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

.links

.A última rosa

----
 
 

.Ecosdotempo



blogs SAPO

.subscrever feeds