Quarta-feira, 28 de Fevereiro de 2007

O ÚLTIMO GESTO


À MARGARIDA


Mark Weerda

Cumpriram-se todos os rituais apropriados à ocasião:

As velas
As flores
A Missa
Os cânticos
As lágrimas

O meu último gesto foi apagar o teu nome do telemóvel

publicado por soaresesilva às 19:19

link do post | comentar | ver comentários (31) | favorito
|
Quinta-feira, 22 de Fevereiro de 2007

O AMOR É CEGO


Diana e Cupido - óleo de Pompeo Batoni

"...O amor é capaz de converter as coisas mais baixas e vis, sem qualquer valor, em coisas dignas e elevadas. O amor não vê com os olhos, mas sim com a alma, e por isso pintaram cego o alado Cupido. Nem o Amor revelou alguma vez discernimento. Cego e alado é emblema da sua imprudente  impetuosidade: diz-se que o amor é como uma criança, porque na sua escolha erra frequentemente. Tal como os rapazes traquinas que a brincar negam as suas faltas, assim mente o Amor...."

Shakespeare
Sonho de Uma Noite de Verão
Fala de Helena - Cena I - Primeiro acto 

publicado por soaresesilva às 00:18

link do post | comentar | ver comentários (21) | favorito
|
Sábado, 17 de Fevereiro de 2007

PRENÚNCIO

Aqui e ali



Nos campos



Na relva dos jardins



Nas matas



Nos valados



Vê-se que a Primavera



Não demorará muito a chegar

Fotos Luisa - Fevereiro de 2007

 

publicado por soaresesilva às 21:52

link do post | comentar | ver comentários (15) | favorito
|
Terça-feira, 13 de Fevereiro de 2007

GRIPE

Em solidariedade para quem está com gripe...


O Médico - Quadro de Frederick Hardly

Tenho uma grande constipação,
E toda a gente sabe como as grandes constipações
Alteram todo o sistema do universo,
Zangam-nos contra a vida,
E fazem espirrar até à metafísica.
Tenho o dia perdido cheio de me assoar.
Dói-me a cabeça indistintamente.
Triste condição para um poeta menor!
Hoje sou verdadeiramente um poeta menor.
O que fui outrora foi um desejo; partiu-se.

Adeus para sempre, rainha das fadas!
As tuas asas eram sol, e eu cá vou andando.
Não estarei bem se não me deitar na cama.
Nunca estive bem senão deitando-me no universo.

Excusex un peu ...Que grande constipação física!
Preciso de verdade e da aspirina.

Álvaro de Campos in Obras completas de Fernando Pessoa
Edições Ática - Lisboa - 1964


publicado por soaresesilva às 20:10

link do post | comentar | ver comentários (17) | favorito
|
Quinta-feira, 8 de Fevereiro de 2007

MIGUEL TORGA

Em 2007 cumprem-se cem anos sobre o nascimento de Adolfo Correia Rocha cujo peseudónimo literário é Miguel Torga.
Nasceu em 12 de Agosto de 1907, numa aldeia de Trás-os-Montes, São Martinho de Anta.
Morreu em Coimbra, em 17 de Janeiro de 1995.


Torga, nome popular da urze

 

             São Martinho de Anta  - casa onde nasceu Miguel Torga

Foi médico, contista, poeta, dramaturgo, romancista, diarista, ensaista e tribuno.


BRINQUEDO

Foi um sonho que eu tive:
Era uma grande estrela de papel,
Um cordel
E um menino de bibe.

O menino tinha lançado a estrela
Com ar de quem semeia uma ilusão;
E a estrela ia subindo, azul e amarela,
Presa pelo cordel à sua mão.

Mas tão alto subiu
Que deixou de ser estrela de papel.
E o menino, ao vê-la assim, sorriu
E corto-lhe o cordel.

Diário, vol.II, in Poesia Completa, Lisboa
2ª ed. Publicações D. Quixote, 2002

publicado por soaresesilva às 16:21

link do post | comentar | ver comentários (33) | favorito
|
Domingo, 4 de Fevereiro de 2007

UTOPIA

 

  


                                                                               Klimt
                                                                            

Estive hoje a reler a Utopia de Thomas More, uma das obras-primas do Renascimento. Ele imaginou concretizada numa terra longínqua, a organização ideal da sociedade, oferecendo-nos, deste modo, uma descrição magnífica do que poderíamos chamar o Estado socialista e democrático perfeito.

Deixo apenas um pequeno extracto desse fantástico livro e depois dir-me-ão se encontram alguma semelhança entre a  ilha da Utopia por ele idealizada e a nossa cidade.

"Da vida e das mútuas relações entre os cidadãos
                                                                   

Dentro do perímetro da cidade, um pouco fora das muralhas, existem quatro grandes hospitais, amplos e espaçosos, que se assemelham a quatro pequenas cidades. A sua amplidão tem como fim impedir que os doentes, por mais numerosos que sejam, não estejam demasiado amontoados, em condições desconfortáveis e incómodas; e também com o fim de poderem ser isolados dos restantes os doentes que sofram de males contagiosos, para evitar o perigo a isso inerente.
Os hospitais estão tão bem organizados e fornecidos de tudo o que é necessário para o restabelecimento dos doentes, os cuidados assíduos dos médicos mais hábeis são tão carinhosos, que, não sendo ninguém obrigado a utilizá-los contra sua vontade, não há ninguém, no entanto, que, em caso de doença, não prefira tratar-se no hospital a fazê-lo em sua própria casa."

 

 

 

publicado por soaresesilva às 01:47

link do post | comentar | ver comentários (24) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Alenquer

. INVERNO

. Feliz Ano Novo

. ANIVERSÁRIO

. Cinismos de Verão

. NEVOEIROS DE SÃO PEDRO DE...

. COMPENSAÇÃO PERANTE A CRI...

. Homenagem a Rafael Bordal...

. CAPARICA

. Páscoa Feliz

.arquivos

. Junho 2013

. Janeiro 2012

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

.links

.A última rosa

----
 
 

.Ecosdotempo



blogs SAPO

.subscrever feeds