Quarta-feira, 19 de Abril de 2006

O PALÁCIO DA VENTURA

Inspirada na leitura dum artigo do Filipe da Praia da Claridade http://topazio1950.blogs.sapo.pt/
publico hoje um dos mais conhecidos  sonetos do grande poeta português Antero de Quental. Espero que gostem


Tela do pintor alemão Ernst Ferdinand Oehme

 

O PALÁCIO DA VENTURA
 
Sonho que sou um cavaleiro andante.
Por desertos, por sóis, por noite escura,
Paladino do amor, busco anelante
O palácio encantado da Ventura!
 
Mas já desmaio, exausto e vacilante,
quebrada a espada já, rota a armadura...
E eis que súbito o avisto, fulgurante
Na sua pompa e aérea formosura!
 
Com grandes golpes bato à porta e brado
Eu sou o Vagabundo, o Deserdado...
Abri-vos, portas d'ouro, ante meus ais!
 
Abrem-se as portas d'ouro, com fragor...
Mas dentro encontro só, cheio de dor,
Silêncio e escuridão - e nada mais!
publicado por soaresesilva às 18:02

link do post | comentar | favorito
|
25 comentários:
De leonoreta a 19 de Abril de 2006 às 20:12
olá luisa. obrigado pela tua visita ao meu sítio. a caça ao ovo faz-se em muitas escolas aqui em lisboa. mas no norte segue-se muito o que se fez no ano passado e nao abem abebias para o ano seguinte. gostei do teu blog. gostei especialmente do palcio da ventura que de alguma forma me lembra simultaneamente elsinore e dom quixote.
beijinhos da leonoreta
De leonoreta a 19 de Abril de 2006 às 20:13
olá luisa. obrigado pela tua visita ao meu sítio. a caça ao ovo faz-se em muitas escolas aqui em lisboa. mas no norte segue-se muito o que se fez no ano passado e nao abem abebias para o ano seguinte. gostei do teu blog. gostei especialmente do palcio da ventura que de alguma forma me lembra simultaneamente elsinore e dom quixote. e diz ao filipe que nao consigo comentar no blog dele, por favor
beijinhos da leonoreta
De:
Data:
19 de Abril de 2006 às 20:50
De conchitamachado a 19 de Abril de 2006 às 22:12
Poema com grande significado.Parabéns!

Agradeço sua visita.

ABRAÇO de:
ConchitaMachado
De mixtu a 19 de Abril de 2006 às 23:22
excelente escolha, um dos meus poemas
jinhos
De jo a 19 de Abril de 2006 às 23:49
Antero, a questão coimbrã, as conferências do casino, questões que estudávamos no Liceu! Esta poesia é dum lirismo enorme, mas também mostra o desencanto do poeta perante a vida, nem sempre o que parece é.
De ruca a 20 de Abril de 2006 às 01:20
Duvido que alguém passe por cá e não goste deste soneto. Quem é que nunca, nem num momento sequer, vivei este estado de alma, esta esperança desvendada em vazio?!
obrigada por tudo. beijinhos.
De Praia da Claridade a 20 de Abril de 2006 às 01:38
Lindo soneto do nosso Antero de Quental !
Agradeço sinceramente a referência ao artigo do meu blog.
No que respeita à Leonoreta não conseguir comentar:
Não compreendo... porque ela já lá comentou na Praia da Claridade, comentou aqui nos Ecosdotempo e ambos estamos a utilizar o mesmo esquema....
De Praia da Claridade a 20 de Abril de 2006 às 01:46
Só mais uma observação, completando o meu comentário anterior:
A própria Leonoreta comentou no meu blog, no dia 18 o artigo referido: Antero de Quental..... ( ?...)
De catarina a 20 de Abril de 2006 às 08:27
Jà não hà palacios de ventura ou cavaleiros andantes senão nos sonhos dos poetas; e mesmo nesses estão repletos de silêncio e escuridão.
esse poeta lembra-me a tristeza da Florbela.
De Doryanne a 20 de Abril de 2006 às 08:49
Já conhecia o Soneto, e aprecio-o bastante.

Boa escolha.

Beijokas*

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Alenquer

. INVERNO

. Feliz Ano Novo

. ANIVERSÁRIO

. Cinismos de Verão

. NEVOEIROS DE SÃO PEDRO DE...

. COMPENSAÇÃO PERANTE A CRI...

. Homenagem a Rafael Bordal...

. CAPARICA

. Páscoa Feliz

.arquivos

. Junho 2013

. Janeiro 2012

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

.links

.A última rosa

----
 
 

.Ecosdotempo



blogs SAPO

.subscrever feeds