Sábado, 22 de Julho de 2006

DEPRESSÕES


Depression
Tara Laurant

Dedico este post ao blog http://www.camuflagens.blogspot.com/

"Enquanto Henrique comia, ellas, sem deixarem de o observar com a natural curiosidade de quem havia tanto tempo não tivera um hospede, faziam-lhe perguntas, às quais elle ia respondendo conforme lhe era possivel.
- Tu dizias-me na tua carta que estevas doente; pois olha que na cara não o parece.
- Não - concordou a criada - tem boas côres, e, vamos, a magreza inda não é lá essas coisas.
Era este o ponto fraco de Henrique; respondeu logo ao reclamo.
- Não me digam isso! Então não vêem como estou? Pois isto é lá côr de saúde? de febre, será. Gordo? Pois acham-me gordo?!
- Gordo não digo, mas mesmo assim, assim...E depois como vieste de jornada...Mas afinal que moléstia é a tua, menino?
- Eu sei lá, tia Dorothéa? Nem os médicos a conhecem bem. É, entre outras coisas, uma tristeza, uma melancolia, que me não deixa, que me persegue por toda a parte. Às vezes parece-me que sinto apertar-se-me dolorosamente o coração; outras, são palpitações, ancias...Tenho quasi vontade de chorar, irrito-me, impaciento-me, não quero que me falem, nada quero vêr, nada quero ouvir; não leio, não durmo, não como. Finalmente todo eu sou doença e tristeza.
A boa tia Dorothéa olhava com sisudez e attenção para o sobrinho, enquanto elle falava, e na physionomia iam-se-lhe desenhando, ao ouvi-lo, os mais expressivos signaes de espanto e consternação.
Assim que Henrique terminou a exposição, ella disse-lhe com uma adorável candura:
- Então é assim uma especie de mania!
À palavra "mania" Henrique sobresaltou-se. Seria a consciência que se sentiu ferida?
- Mania? Ó tia Dorothéa! Mania! Veja bem, olhe que o termo é forte? Mania!
- Sim menino - insistiu ingenuamente a boa senhora - pois olha que não é outra coisa. Pois isto de estar triste sem ter de quê...sim..porque não te morrendo ninguem nem te doendo nada..."

Júlio Diniz  (escritor e médico) in A Morgadinha dos Cannaviaes

 

 

publicado por soaresesilva às 20:13

link do post | comentar | favorito
|
11 comentários:
De Praia da Claridade a 22 de Julho de 2006 às 22:50
O nosso sempre querido Poeta Júlio Dinis... e que ainda mais me fez recordar as Radionovelas que ainda há dias mencionei...
De APC a 23 de Julho de 2006 às 05:39
Ehehehehe, brilhante! :-)))
E até que a psique das gentes ganhasse lugar no rol das preocupações clínicas, foram anos...
Adorei!!!!
E o mais curioso é que existe um "elle" e uma "ella" como personagens, pelo que, pagando-te na mesma moeda, convido-te a bisbilhotar um texto meu (que é, secretamente, a origem do meu blog): chama-se "O Anjo".
Mil Xis!!!
De eternapartedemim a 23 de Julho de 2006 às 08:57
Olá Luísa, olá Jo!

Ultimamente o meu tempo é muito pouco, para poder fazer as minhas visitas aos blogs preferidos, mas... sempre que puder cá estarei!
Gosto imenso de aqui vir. Têm sempre o vosso cantinho super actualizado e com posts muito interessantes!
Beijos às duas e boas féria, se fôr o vosso caso. *****

Lu Costa
De Maria Papoila a 23 de Julho de 2006 às 15:52
Que escolha fabulosa este texto de Julio Dinis... e para o tratamento para esta "mania" não há Prozac ou antidepressivo que lhe valha... doença se amor é assim...
Beijo
De Bia a 23 de Julho de 2006 às 17:12
Olá!Passei rapidamente para desejar um bom domingo!
Bjs.
De jo a 23 de Julho de 2006 às 18:06
Que mania, que a depressão é uma mania. Não é só do tempo do Julio Dinis, há muita gente que assim continua a pensar. Essas precisam de passar por uma para então compreenderem o sofrimento que é estar depressivo, por vezes objectivamente, sem se saber porquê.
De Sindarin a 23 de Julho de 2006 às 18:14
Olá querida amiga. Venho trazer um bj e felicitar-me por ler mais um lindo post. Júlio Dinis um escritor k adoro ler. Uma semana cheia de coisas boas. Mil bjs, obrigado pela visita.
De Eternal a 23 de Julho de 2006 às 19:33
Gostei muito do teu cantinho =) acolhedor.
Beijinho lunar
De Ana S a 25 de Julho de 2006 às 22:56
Boa forma de animar quem precisa. A Tristeza não aparece só a quem morre alguem ou doi alguma coisa. Existem muitas mais formas de sofrimento do que meramente fisicas. :)
De Nice a 28 de Julho de 2006 às 12:18
Até hoje não tenho opinião formada sobre o assunto. Estive deprimida duas vezes na miha vida, uma porque tive de mudar-me para um país no qual eu não queria viver (mas era mais raiva do que derpessão) e outra pelo fim de uma relação de 4 anos, da qual por incrível que pareça, eu é que me quis livrar.

Agora sem ter um motivo mt forte não sei se deva achar que é mesmo uma depressão ou uma coisa qualquer. Acredito mais em causas físicas do que psíquicas para uma verdadeira depressão (como por exemplo o bipolarismo).

Enfim... é a minha ideia...lol
De Manuel a 28 de Julho de 2006 às 21:22
Já li o livro, já lá vai muito tempo. Creio que o possuo, mas onde está nem sei. É evidente que as passagens do livro já se foram, mas ao ler pequeninos textos há sempre coisas que afloram.
Fica bem.
Manuel

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Alenquer

. INVERNO

. Feliz Ano Novo

. ANIVERSÁRIO

. Cinismos de Verão

. NEVOEIROS DE SÃO PEDRO DE...

. COMPENSAÇÃO PERANTE A CRI...

. Homenagem a Rafael Bordal...

. CAPARICA

. Páscoa Feliz

.arquivos

. Junho 2013

. Janeiro 2012

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

.links

.A última rosa

----
 
 

.Ecosdotempo



blogs SAPO

.subscrever feeds