Domingo, 4 de Março de 2007

AS ESTAÇÕES

 

As primeiras palavras trazem ao espaço
da página a neve e o melro:
o melro azul
canta nos ramos da neve.
Talvez o tenha ouvido cantar
em sonhos, ou num poema qualquer,
mas ia jurar
que foi no castanheiro do quintal.
Não faz nenhum sentido,
mas às vezes o absurdo entra-nos
pela porta. O melro
cantava na neve - era verão.

Elogio da neve - Eugénio de Andrade

publicado por soaresesilva às 18:54

link do post | comentar | favorito
|
20 comentários:
De maripossa a 4 de Março de 2007 às 21:56
Amiga Luísa.
Este elogio da neve-Eugénio de Andrade é lindo quem dera que muitos melros azuis nos canta-se nos beirais da janela,e se torna-se sonho e lindo.
Beijo amiga fica bem
maripossa
De micas a 4 de Março de 2007 às 23:46
Eugénio é sempre uma excelente escolha.
Beijinho
De APC a 5 de Março de 2007 às 02:19
Bom... Por onde começo eu?
Eugénio de Andrade?...
As imagens belíssimas?...
O encanto da mensagem?...
Apetece agradecer!
:-)
Um grande abraço.
De antonio a 5 de Março de 2007 às 12:30
Aqui está mais um poema estimulante para a leitura mais atenta de Eugénio de Andrade.
O tempo passa inapelavelmente, há sempre muitas solicitações da nossa actividade profissional, da família e outras, muitas, muitas...o dia a dia acontece dia após dia, incansavelmente.
Até quando? Até onde?
Tenho que arranjar tempo para reler Eugénio de Andrade com mais tempo!
Bj
António
De isa&luis a 5 de Março de 2007 às 18:26
Olá meninas,

Um boa escolha!

Beijinhos

Isa
De Jorge G - O Sino da Aldeia a 5 de Março de 2007 às 19:54
Imagens bonitas e um poeta português de grande sesibilidade e amor à Natureza. Combinação certa!

Um abraço.
De Ana S a 6 de Março de 2007 às 12:07
Às vezes o que parece absurdo acontece... e é mágico!
De Anónimo a 6 de Março de 2007 às 14:18
"O melro azul
canta nos ramos da neve.
cantava na neve - era verão".

são palavras de poeta. E poeta é quem o elege. Tem de sêr! Milú
De era uma vez um girassol a 6 de Março de 2007 às 19:13
Que bonito...Eugénio, génio da poesia...
Assim se chama a Primavera e ela não tardará!
Beijinhos
De smareis a 6 de Março de 2007 às 23:12

Oieee!
Depois de um tempinho ausente estou de volta com meus blogs. Vc será sempre bem vindo por lá, aparece pra uma visitinha.
Otima semana pra ti!
Gostei do seu poema.
Bkjs!

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Alenquer

. INVERNO

. Feliz Ano Novo

. ANIVERSÁRIO

. Cinismos de Verão

. NEVOEIROS DE SÃO PEDRO DE...

. COMPENSAÇÃO PERANTE A CRI...

. Homenagem a Rafael Bordal...

. CAPARICA

. Páscoa Feliz

.arquivos

. Junho 2013

. Janeiro 2012

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

.links

.A última rosa

----
 
 

.Ecosdotempo



blogs SAPO

.subscrever feeds