Quinta-feira, 28 de Junho de 2007

NEVOEIRO

    Edward   Raymes

 

 

Se ao menos não houvesse nevoeiro

Talvez a águia pudesse

Procurar o seu vôo para a montanha

E em bater de asas verdes encontrar

O silêncio do seu ninho

 

Se ao menos não houvesse nevoeiro

Talvez o cisne pudesse

Partir esta noite para o lago

E no musgo das margens encontrar

O silêncio do nenúfar

 

Se ao menos não houvesse nevoeiro

Talvez agora eu pudesse

Procurar o caminho para ti

E entre rosas e lírios encontrar

O silêncio dos teus braços

  

publicado por soaresesilva às 16:49

link do post | comentar | favorito
|
30 comentários:
De maria carvalhosa a 28 de Junho de 2007 às 17:03
Querida Luísa,

Muito bonito o post. Conjunto pintura/poema em perfeita sintonia. Vou visitando os teus blogues aos poucos, porque o tempo disponível é escasso, mas estou a gostar muito do que tenho vindo a encontrar.

Beijo amigo.

Maria
De Ana S a 28 de Junho de 2007 às 21:53
Não há mal que sempre dure e um dia o nevoeiro vai embora. :)
De Quico, Ventor e Pilantras a 28 de Junho de 2007 às 23:43
Sabes uma coisa? Eu aprendi a não gostar do nevoeiro com o Ventor. É que ele já me contou histórias em que andou perdido no nevoeiro. Cá e em África! Mas cá safou-se sempre porque nas suas montanhas lindas não há segredos para o Ventor. Em África era diferente. Quando aparecia o cheiro a animais selvagens no meio de um capim que só por si já escondia tudo, com o nevoeiro, muito pior! Quando o Ventor disparva um balásio, toda a savana ou floresta se tentava esconder! O nevoeiro lutava entre a dispersão e ainda mais concentração. Outro balásio do Ventor e o mundo tremia! É difícil lutar contra o nevoeiro e, por vezes, quase impossível ver braços que se estreitem para nós, no seu seio. Mesmo para um gato! Eu também vejo o nevoeiro aqui do meu miradouro e como não gosto dele, desando para o interior do meu grande mundo junto do Ventor. Bjs.
De Blogue da Magui a 29 de Junho de 2007 às 00:17
Como licença poética, ficou ótimo.Inclusive o contraste com a foto, dando o sinal verdadeiro.
De aquimetem a 29 de Junho de 2007 às 00:47
Grato pela visita, embora nem sempre deixe comentário passo muito por este vosso cantinho. Não. Os frutos dos Martírios de Cristo só não são comestíveis porque não tem quê, de resto creio não ser venenosos. Mas obrigado pela observação. Duas são minhas sobrinhas e outra aparentada. Um bom fim-de-semana.
De vida de vidro a 29 de Junho de 2007 às 10:59
Há que procurar o sol para romper o nevoeiro.
Um belíssimo poema. **
De Jorge G a 29 de Junho de 2007 às 19:11
Belíssima a gravura de E. Raymes, a acompanhar um poema bonito, doce um tanto naïv, de autor que não conheço.

Um bonito conjunto.

Abraço
De Mel de Carvalho a 29 de Junho de 2007 às 19:15
Um poema muito belo. Muito mesmo.

"Se ao menos não houvesse nevoeiro
Talvez agora eu pudesse
Procurar o caminho para ti
E entre rosas e lírios encontrar
O silêncio dos teus braços."

Na verdade o nevoeiro em tantas ocasiões baixa tanto, tanto, que nos perdemos nas veias dos caminhos que nos conduzem aos silêncios dos braços.

Um abraço e bom fim de semana
Mel
De maripossa a 29 de Junho de 2007 às 20:21
Amiga Luísa. Muito bonito este poema, como a pintura. Luísa bom fim semana beijinho, fica bem com amizade.
maripossa
De bitu a 29 de Junho de 2007 às 20:37
Assim como as palavras, as imagens me encantam neste cantinho. Reconhece-se em ti o gosto pela arte.
Parabéns.
Bom fim semana. bjks

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Alenquer

. INVERNO

. Feliz Ano Novo

. ANIVERSÁRIO

. Cinismos de Verão

. NEVOEIROS DE SÃO PEDRO DE...

. COMPENSAÇÃO PERANTE A CRI...

. Homenagem a Rafael Bordal...

. CAPARICA

. Páscoa Feliz

.arquivos

. Junho 2013

. Janeiro 2012

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

.links

.A última rosa

----
 
 

.Ecosdotempo



blogs SAPO

.subscrever feeds