Sexta-feira, 20 de Julho de 2007

AINDA LISBOA

Com o pedido de que o novo Presidente trate bem esta cidade


Cacilheiro na Praça do Comércio
Tela de Ana Sofia Santos

 

"Os Cacilheiros

Aqui na Bica tenho o Tejo à janela e o elevador à porta. Ter uma janela com o Tejo à frente é um gozo porque a gente, logo de manhã, lava os olhos naquelas águas e vê passar os cacilheiros.

Todo o português devia andar de cacilheiro no vaivém da casa para o trabalho porque somos um país de marinheiros e podíamos assim acumular milhas navegadas no nosso curriculum e, depois da morte, alegar para o S. Pedro sem mentir: "Eu que passei a minha vida a cruzar as águas, etc e tal" como introdução ao caderno reivindicativo do Além.

Vejo passar os cacilheiros com gente mal dormida no espreguiçar da manhã. Vai longe o élan das caravelas e "o-da-outra-banda" entra no cacilheiro de corpo e alma vestidos de funcionário para desembarcar em Lisboa a tratar do pão de cada dia. Quando regressa a casa traz às costas o cansaço dum dia sem aventura. Mal empregados barcos, mal empregadas águas."

 

António Alçada Baptista in Um Passeio por Lisboa

publicado por soaresesilva às 19:52

link do post | comentar | favorito
|
17 comentários:
De rui pestana a 21 de Julho de 2007 às 17:31
Olá Luísa

Sim, é verdade sou o Rui do PPP.
Também gosto das tuas fotos, são interessantes!
O teu texto sobre os Cacilheiros está muito bem estruturado e imaginado.
"...com gente mal dormida no espreguiçar da manhã."
Adorei este pormenor. Lindo!

Que tenhas um lindo fim-de-semana
Beijinho
De smareis a 21 de Julho de 2007 às 19:20

Oi minha linda, vim deixar um beijo no coração e te desejar um otimo fim de semana.
Obrigada pelo carinho e pela amizade.
Te gosto muito. Tenho estado meia ausente, mas logo estarei mais presente aqui. Estou com minha vida um pouco corrida, e ainda essa semana fiquei sem pc. Espero que seu fim de semana seja cheio de coisas lindas. Parabéns pelo post muito lindo.
Beijos no coração!
De era uma vez um girassol a 21 de Julho de 2007 às 20:55
Adorei!!!
Lisboa é sempre linda, o texto é especial, a música condiz...
beijinhos
De era uma vez um girassol a 21 de Julho de 2007 às 20:57
Adorei!!!
Lisboa é sempre linda, o texto é especial, a música condiz...
beijinhos
De delta a 22 de Julho de 2007 às 01:37
Lá vai no Mar da Palha o Cacilheiro,
comboio de Lisboa sobre a água:
Cacilhas e Seixal Montijo mais Barreiro.
pouco Tejo pouco Tejo e muita mágoa.

Na ponte passam carros e turistas
iguais a todos que há no mundo inteiro,
mas embora mais caras a ponte não tem vistas
como as dos peitoris do Cacilheiro.

Leva namorados
marujos soldados
e trabalhadores
e parte dum cais
que cheira a jornais
morangos e flores.
Regressa contente
levou muita gente
e nunca se cansa.
Parece um barquinho
lançado no Tejo
por uma criança.

Num carreirinho aberto pela espuma
lá vai o Cacilheiro Tejo à solta,
e as ruas de Lisboa sem ter pressa nenhuma
tiraram um bilhete de ida e volta.

Alfama Madragoa Bairro Alto,
tu cá tu lá num barco de brincar
metade de Lisboa à espera no asfalto e
já meia saudade a navegar.

Se um dia o Cacilheiro for embora
fica mais triste o coração da água
e o povo de Lisboa dirá como quem chora,
pouco Tejo pouco Tejo e muita mágoa.

- José Carlos Ary dos Santos -



Bom domingo!
De delta a 22 de Julho de 2007 às 02:04
Fico assim...um sorriso nos lábios e um pouco de nostalgia... sempre que olho para um cacilheiro...



Hoje a minha infância regressou a bordo de um cacilheiro...

Obrigado!
De mixtu a 22 de Julho de 2007 às 15:43
lisboa...
é linda

e que o Costa a torne sossegada

abrazo europeu
De maripossa a 22 de Julho de 2007 às 18:17
Amiga Luísa. Olha gostei muito deste post,como da música, fica bem como pano de fundo, perante este cacilheiro,Lisboa é muito bonita pode ser que agora o Povo possa ter o que lhe devem respeito. Olha Luísa adorei um poema aí colocado do José Carlos Ary dos Santos, não conhecia esse poema. Beijinho Luísa maripossa
De erecteu a 23 de Julho de 2007 às 10:12
Gosto do mar e de barcos. Atravessei o Tejo durante quatro meses e fiquei com uma visão próxima da de Alçada Baptista.
Vi rostos deprimidos, corridas alienadas, olhos sem alma, corpos sem sentidos.
De rui a 23 de Julho de 2007 às 17:31
Se há alguém que precise de carinho, é Lisboa.
De anasonhadora a 24 de Julho de 2007 às 17:52
As férias chegaram. Parto amanhã. Levo todos no coração. Os meus sonhos só foram possíveis porque acreditaram em mim e deixaram-me sonhar.Obrigada!
Lindo, este poema!
Deixo beijinhos embrulhados em abraços

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Alenquer

. INVERNO

. Feliz Ano Novo

. ANIVERSÁRIO

. Cinismos de Verão

. NEVOEIROS DE SÃO PEDRO DE...

. COMPENSAÇÃO PERANTE A CRI...

. Homenagem a Rafael Bordal...

. CAPARICA

. Páscoa Feliz

.arquivos

. Junho 2013

. Janeiro 2012

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

.links

.A última rosa

----
 
 

.Ecosdotempo



blogs SAPO

.subscrever feeds